UXDE dot Net Wordpress Themes

A comunicação e a bola

Por em

Nunca percebi as pessoas que maltratam os jornalistas. Estes apenas fazem o seu trabalho que, por vezes é ingrato. Como em todas as classes, haverá uns melhores que outros, profissionalmente e pessoalmente. Mas tentam noticiar aquilo que interessa aos seus leitores, ouvintes ou espetadores. Quem por eles é ouvido, deve “usar” o canal que lhe é colocado à disposição para passar a sua mensagem, indo de encontro ao interesse do meio e público-alvo para quem fala. Vem isto a propósito de como os treinadores de futebol falam com os meios de comunicação social, sobretudo nas conferências de imprensa de antevisão e análise dos jogos.

No outro dia alguém dizia num dos milhentos programas de análise futebolista que passam na nossa televisão que os treinadores dos clubes “grandes” têm que estar preparados para falar com os jornalistas. É verdade. É a forma de passarem a sua imagem pública, de conquistarem os adeptos e de passar recados aos adversários.

Jorge Jesus, como o próprio diz, fala “à Amadora”. Mas é honesto e sincero e consegue, amiúde, criar empatia com o público, através dos jornalistas. Passa a sua mensagem de extrema confiança e pica os seus adversários. Os seus adeptos gostam e os jornalistas também.

Lopetegui, esse, entra e sai sempre à defesa e, se possível, faz uns ataques. Ainda não percebeu a realidade onde está inserido e fala pouco e mal com os jornalistas. Os seus adeptos, que pouco parecem gostar dele, conhecem-no através destas conferências e podem apenas observar um homem mal-humorado que parece esconder alguma insegurança. Pode não ser o caso, mas parece.

Rui Vitória está há menos tempo no jogo. O Guimarães é clube que desperta paixões mas está ainda a grande distância dos três “grandes”. Começou mal a época, pressionado pelas “bocas” que Jesus lhe mandou. Vai, aos poucos, começando a perceber o jogo, estando ainda preso a uma imagem autoritária que quer passar mas não cola com a sua personalidade.

No campo da comunicação, um homem que diz “muita forte” ou “acardito”, é capaz que ganhar. A comunicação aqui emita a tabela classificativa.

@Francisco Reis, Senior Communication Consultant

Other Posts

Post Tags:

About the Author

avatar

A Guess What é atualmente uma das mais inovadoras e criativas agências de comunicação e ativação mediática presente no mercado português. Disponibilizamos soluções holísticas de Relações Públicas, Assessoria de Imprensa, Gestão da Reputação, Eventos, Digital Engagement e Buzz Marketing.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>